Ao Vivo
 
 

Quem Somos

Rede Eclesial Pan-Amazônica
REPAM-Brasil
Tecendo redes em defesa da nossa Casa Comum


Somos REPAM
Uma rede à serviço da vida na Amazônia!

Entidades fundadoras:
Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM)
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) 
Secretariado da América Latina e Caribe de Caritas (SELACC)
Confederação Latino-americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR)

O que fazemos?
A REPAM se propõe a escutar, acompanhar, apoiar, animar, formar, servir, estimular, comunicar e unir as forças  para responder aos grandes desafios socioambientais.
É um organismo que aposta no protagonismo dos povos amazônicos na defesa e cuidado da casa comum através de um serviço de interconexão e articulação de ações

Quem somos?
A REPAM é uma rede tecida com a participação ativa e corresponsável em defesa da vida na Amazônia:
Pessoas
Comunidades
Paróquias
Dioceses
Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)
Organizações e movimentos eclesiais: A Cáritas Brasileira, Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Comissão Pastoral da Terra (CPT)...
Organizações da sociedade civil 
Universidades
Setor privado
Entidades Governamentais

A REPAM, como os Rios da Amazônicos, é formada pela convergência dos nove países que formam a Pan-Amazônia, uma região com 7,8 milhões de quilômetros quadrados onde vivem 33 milhões de habitantes, incluindo 1,5 milhão de indígenas de 385 povos.

Como?
Através dos Eixos prioritários e de serviços: 
Povos indígenas e grupos em vulnerabilidade
Direitos humanos e incidência internacional
Formação e métodos pastorais em perspectiva itinerante
Igreja de fronteiras
Alternativas ao desenvolvimento, bem viver e mudanças climáticas
Comunicação para a transformação social
Investigação e mapeamento
Redes internacionais que apoiam a REPAM

 

Estamos convocados a construir e fortalecer uma grande rede 
em defesa da vida dos povos e bioma amazônico, 
e a resistir a lógica do lucro que destrói a nossa casa comum, a Amazônia, o planeta Terra.
 

Outros Conteúdos

Pan-Amazônia

Como nasceu e o que é o conceito de Pan-Amazônia? Por Letícia Tura A Pan-Amazônia envolve os países que têm a floresta amazônica em seu território. Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, as Guianas e o Suriname, além do Brasil. O movimento social se apropriou desse conceito como sendo um conceito de luta desses povos. Porque a Amazônia não é só uma questão física e geográfica, mas são povos que enfrentam os mesmos problemas de viverem e sobreviverem numa das últimas reservas de floresta tropical úmida no mundo, e também uma das últimas reservas dessa biodiversidade. Os países da Pan-Amazônia sofrem grandes pressões de setores empresariais, uma série de interesses econômicos pelas riquezas materiais do lugar, seja minério, madeira, biodiversidade. A Pan-Amazônia é uma categoria de luta e a construção de uma identidade para a luta.
Ver o Conteúdo

História

A Igreja Católica na Amazônia Legal busca ser sinal vida e esperança junto aos povos indígenas, ribeirinhos, quilombolas, moradores das cidades e na defesa da biodiversidade A Rede Ecelsial Pan-Amazônica (REPAM) foi fundada em setembro de 2014, em Brasília (DF). Entidades fundadoras: Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Secretariado da América Latina e Caribe de Caritas (SELACC), Confederação Latino-americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR).   O nascimento se dá a partir de uma provocação da V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe, em Aparecida (SP), em que sugeriu no (DAp 475), “Criar nas Américas a consciência sobre a importância da Amazônia para toda humanidade. Estabelecer entre as Igrejas locais de diversos países sul-americanos, que estão na bacia amazónica, uma pastoral de conjunto com prioridades diferenciadas para criar um modelo de desenvolvimento que privilegie os pobres e sirva ao bem comum”. Desde então se inicia um diálogo de maturação até se criar a Repam que abraçasse a realidade da Pan-Amazônia que envolve os nove países que têm a floresta amazônica em seu território: Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Guiana Francesa e Suriname.  Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Amazônia Legal corresponde a área 61% do território brasileiro e engloba nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Estado do Maranhão (a oeste do meridiano de 44ºW), perfazendo pouco mais de cinco milhões de quilômetros quadrados (5,0). O território nacional tem cerca de oito milhões e quinhentos quilômetros quadrados (8,5). Na Amazônia Legal, residem 56% da população indígena brasileira. A REPAM, além do intercâmbio com organismos da Igreja Católica, visa parcerias, em todas as regiões brasileiras, com representantes de organizações da sociedade civil, governo, setor privado, organismos multilaterais, academia e outras redes que atuam, direta ou indiretamente, na promoção e na garantia de direitos dos povos indígenas, ribeirinhos, afrodescendentes, moradores das cidades, mulheres, jovens, crianças e todas as pessoas empobrecidas e excluídas na região amazônica, na defesa da vida humana e da biodiversidade da região.
Ver o Conteúdo

Diretoria

nonono
Ver o Conteúdo
Comitê

Comitê

nonono
Ver o Conteúdo

Financiadores

nononono
Ver o Conteúdo